quinta-feira, 12 de julho de 2018

OPINIÃO | "Não existe essa de Copa de baixo nível, existe o futebol jogado"

Foto: FIFA

É incrível ouvir de alguns torcedores que acompanharam a Copa do Mundo a pino, que a disputa teve um nível abaixo das demais. Não concordo e respeito a afirmativa de poucos que sustentam-se nessa tese. Para mim, a Copa do Mundo vai perdendo seu monopólio de vencedores históricos, encontrando em um atual cenário, gerações que engrandecem suas nações, a fim de perdurarem no topo. 

A nova metodologia da Copa exige dos convocados não apenas as vestes que portam, mas a atitude como conjunto. As temporadas no Velho Continente extraem as energias de atletas que atuam em alto nível durante meses e o Mundial acontece mesmo nas férias deles. É preciso além de estrelas em um pedaço de pano, gana para elevar o nome do seu país. Faltou a alguém? 

As finalistas França e Croácia chegam com méritos a grande final, desbancando os bolões e todos os prognósticos dos estudiosos da bola. Os Azuis chegaram à decisão pelo desempenho, pela tática e imposição em campo, de uma seleção que há dois anos atrás, perdia a Eurocopa em casa. Os Quadriculados estão no jogo 64 do torneio por alta técnica, tranquilidade nas adversidades e muita vontade. 

Citar atletas que atuam em time A ou B seria fácil para credenciar França x Croácia como uma grande final. No entanto, a construção da final é maior do que clubes, são vontades intrínsecas de respeito. Nada de Brasil, Argentina, Alemanha, Espanha ou Inglaterra, bola teve quem a tratou com qualidade. 

É a nova era do futebol que começa pela Europa e perpassa para os outros continentes. Copiá-lo é a solução? Logicamente não. Espero que a Conmebol reveja seus conceitos como entidade, assim como a CBF. Identidade no futebol vai além do investimento. A pauta da organização como um todo precisa ser revista, pois a máquina não suporta tantos erros em sequência. Acorda, América do Sul!!!
div style="position: absolute; opacity: 0; filter: alpha(opacity = 0); -ms-filter:'progid:DXImageTransform.Microsoft.Alpha(Opacity=0)'; margin-left: -50px; z-index: 100; width:27px; height:20px;